Subscreva a newsletter
 

Regiões Vitivinícolas

Távora-Varosa

Pequena região situada num vale, a alta altitude, a Nordeste da Região do Dão, fazendo fronteira com a Região do Douro.

Távora-Varosa
Voltar
A região abrange uma área de vinha de 3000 hectares, estendendo-se pelos concelhos de Lamego, Tarouca, Moimenta da Beira, Armamar, Tabuaço, São João da Pesqueira, Sernancelhe e Penedono.
Informação

O clima tem forte influência continental, com verões quentes e secos, por influência da altitude, e invernos longos e frios. As vinhas desta região estão plantadas em solos de granito areno-argilosos, leves, com reduzida capacidade para retenção de água e situam-se entre os 500 e os 800 metros de altitude. A altitude a que as vinhas estão, juntamente com as caraterísticas dos solos, moderadamente ricos, proporcionam às uvas uma maturação equilibrada.

As castas predominantes são as brancas, entre elas, a Malvasia Fina, Cerceal, Gouveio e Chardonnay, e nas tintas, a Touriga Francesa, Tinta Barroca, Touriga Nacional, Tinta Roriz e Pinot Noir.

A Região de Távora-Varosa está especialmente vocacionada para a produção de vinhos espumantes. Esta produção remonta ao século XVII, ano de 1678, pelos monges de Cister. Tornando-se em 1989, a primeira região vitícola nacional a ser demarcada para a produção de espumante DOC.
Os vinhos espumantes produzidos na região têm bolha fina e persistente, são em geral secos (Brut) tintos e brancos. Para além dos vinhos espumantes, são também produzidos brancos frescos e tintos suaves.
Enoturismo
Enoturismo
A Região de Távora-Varosa, situada no sopé das encostas da Serra da Nave, entre os rios Paiva e Távora, é uma região nobre e rica. Apresenta vestígios de ocupação humana desde a proto-história e um vasto património cisterciense, como o Mosteiro de S. João de Tarouca, um dos mais belos exemplares desta arte e um dos primeiros da Península Ibérica, construído no século XII, pelos Monges de Cister, onde trabalhavam a terra e cultivavam a vinha.
A Rota das Vinhas de Cister percorre e funde-se com a Região Demarcada do Távora-Varosa. Em terras de Cister, nome que deriva da antiga Ordem Religiosa que se instalou na região, há paisagens soberbas e uma arquitetura histórica para conhecer. Há, também, festas e romarias, nas quais poderá provar alguns dos petiscos da gastronomia da região. Em Varosa, onde os Monges de Cister escolheram construir há vários séculos atrás os seus templos, ainda hoje, se pode apreciar alguns dos mais importantes tesouros e joias do património nacional. A rota engloba uma oferta diversificada de experiências culturais e históricas. Em Lamego, merece visita a Sé Catedral com os 686 degraus da escadaria do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, onde a vista para a cidade é magnífica. Em Tarouca, o classificado Monumento Nacional e o Mosteiro de S. João de Tarouca, mantêm vivo o espírito dinâmico dos monges, que cedo moldaram a região à sua imagem, trabalhando a terra, cultivando a vinha, incutindo normas e tradições que perduram até hoje. Mais a sul, na Serra da Lapa, localiza-se um dos mais antigos santuários portugueses, a Capela da Senhora da Lapa, construída no século XVII pelos Jesuítas, e perto, o Mosteiro de Nossa Senhora da Assunção de Tabosa, das monjas da Ordem de Cister.
  • Portugal by Wine - Enoturismo em Portugal